Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Em Guarapuava, Legislativo e Executivo debatem novo modelo de pedágio proposto pelo Governo Federal

Em Guarapuava, Legislativo e Executivo debatem novo modelo de pedágio proposto pelo Governo Federal

por RAFAELLA publicado 18/02/2021 16h15, última modificação 18/02/2021 16h19
Em Guarapuava, Legislativo e Executivo debatem novo modelo de pedágio proposto pelo Governo Federal

Prefeito Jorge Derbli, Presidente Helio de Mello e Prefeito de Inácio Martins Júnior Benato

    Representando a Câmara Municipal de Irati, o Presidente Helio de Mello participou na manhã desta quinta-feira (18), junto com o prefeito Jorge Derbli, de uma Audiência Pública na Câmara de Vereadores de Guarapuava. No evento organizado pela Frente Parlamentar sobre o Pedágio da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), realizou-se um amplo debate sobre o novo modelo de pedágio proposto pelo Governo Federal para as rodovias paranaenses. O prefeito de Inácio Martins, Junior Benato, também participou do evento.

   Os encontros organizados pela Frente Parlamentar têm sido realizados em diversas regiões do Paraná e vem reunindo deputados, prefeito, vereadores, lideranças políticas, comunitárias e econômicas, que estão avaliando os atuais contratos e a nova proposta de pedágios.

   Pela proposta do Governo Federal, as regiões de Guarapuava e Francisco Beltrão estarão nos cerca de 660 quilômetros do lote 6. O lote abrange as rodovias BR-163, BR-277, BR-158, PR-180, PR-182, PR-280 e PR-483 e estão previstas nove praças de pedágio, sendo três novas (Ampere, Lindoeste e Pato Branco). Os atuais contratos de concessão dos 2.500 quilômetros do Anel de Integração se encerram em novembro e as novas licitações estão previstas para este ano. Ao todo, o Ministério da Infraestrutura planeja conceder 3.327 quilômetros de rodovias estaduais e federais divididos em seis lotes com 42 praças de pedágio, 15 praças a mais do que atualmente.

   O Presidente Helio de Mello e o prefeito Jorge Derbli em nome da população, manifestaram-se contrários ao novo modelo proposto pelo Governo Federal para concessão dos pedágios. Para Helio, a contrariedade se dá especialmente pela questão da outorga. “Concordo com o prefeito Jorge, que na sua fala durante a Audiência, sugeriu tarifa básica para manutenção da rodovia e, na medida, que a obras forem acontecendo na região em que se encontram as praças, os usuários que utilizam paguem um pouco mais”, enfatizou. O Presidente também se manifestou sobre a necessidade de constar na nova proposta a duplicação da BR 277 desde Guarapuava até o Posto Sprea, com melhorias nos acessos secundários de Irati e Prudentópolis. Destacou ainda os altos valores arrecadados pelas concessionárias. “Já pagamos caro demais por estradas com obras que não foram realizadas e que agora serão leiloadas e entregues para outras empresas. É triste saber que quem deveria ter feito, não fez, e não será punido”, afirmou o Presidente dizendo: “O Executivo e o Legislativo continuarão unindo forças para que essa nova proposta, da forma como está, não seja aprovada”.

 

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

NAVEGUE AQUI

     HOLERITE ELETRÔNICO