Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Falta de planejamento e transparência preocupa vereadores

Falta de planejamento e transparência preocupa vereadores

por irt — publicado 17/05/2016 15h15, última modificação 05/10/2018 15h46
Falta de planejamento e transparência preocupa vereadores

Emiliano Gomes solicitou ao Executivo o cumprimento da Lei da Transparência em respeito aos munícipes

    Semanalmente, os vereadores vêm cobrando mais ações do executivo em diversas áreas do município, principalmente no que se refere às péssimas condições das estradas rurais, falta de planejamento e transparência nas ações públicas. Na Sessão Ordinária do dia 9 de maio foram várias as cobranças.

    O vereador Antonio Celso de Souza lamentou a desorganização da administração no que se refere à função de cada pasta municipal. “Se o pedido de melhorias é feito para a Secretaria de Obras, porque o mesmo pedido tem que passar pela Secretaria de Assistência Social? Está havendo uma inversão de responsabilidades”. O Presidente Vilson Menon também lamentou tal situação, afirmando: “Se continuar essa festa, daqui uns dias a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos estará respondendo pela Secretaria de Saúde”.  

     Sobre o Centro da Juventude, Souza relembrou a obra desde o seu início em meados de 2009, afirmando que a paralisação da mesma, não ocorreu por culpa do Governo do Estado como foi citado por representantes do Executivo. “No último dia 4 de maio, participei representando esta Casa de uma reunião, onde foi firmado um novo acordo entre o Estado e o Município, pois ambos têm responsabilidades. Estamos aguardando, agora, a elaboração de uma nova planilha de custos por parte da prefeitura e torcendo para que o espaço seja concluído até o final deste ano”.

      Emiliano Gomes destacou a Lei da Transparência 12.527 de 18 de novembro de 2011, a qual não está sendo cumprida pela administração municipal. “Os cidadãos estão denunciando nas redes sociais que, o prefeito está impondo um sigilo ilegal sobre informações importantes no site da prefeitura. Desde março de 2015 o judiciário, provocado pelo Observatório Social, vem tentando que o prefeito disponibilize informações completas no Portal da Transparência. Mas, diante da falta de interesse na solução, o prefeito já foi até mesmo multado e não resolveu a situação. Isso nos leva a indícios de uma possível atitude intencional desse gestor público”, afirmou Gomes ressaltando ainda que o secretário municipal de fazenda faltou com a verdade quando questionado pela mídia sobre esse assunto. “Embora a Justiça tenha informado para a administração a possibilidade de manter o Portal da transparência sem custos ao erário, essa gestão insiste em pagar milhões de reais para uma empresa terceirizada”, lamentou Emiliano pedindo ao executivo que cumpra a Lei em respeito aos cidadãos iratienses.

      Em nome das diversas reclamações oriundas dos cidadãos, José Renato Kffuri citou a conversa que teve pessoalmente com o prefeito sobre o radar e os guardas municipais que estão multando as escondidas na cidade. “Nesta conversa, citei artigos da Lei que amparam os cidadãos, afirmando que tal equipamento deverá estar visível aos condutores. Diante das reclamações e contrapontos, o prefeito assegurou que iria convocar com o pessoal da Guarda e resolver tal situação”, afirmou Kffuri que vai aguardar também as solicitações feitas ao Executivo sobre a procedência do radar móvel, valor pago para sua locação e fonte de recursos utilizada para tal pagamento.

      Hélio de Mello discorreu sobre o desleixo da administração, citando a estrada que liga Irati a Gonçalves Júnior. “Recentemente um conserto paliativo foi realizado em um trecho da estrada, mas o que já era perigoso, tornou-se ainda pior, pois um enorme degrau foi deixado na via. Peço que administração tome providências, pois muitas famílias e produtores rurais utilizam esta estrada”.

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI