Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Na palavra-livre, vereadores desabafam sobre estradas rurais e a carência de maquinários no município

Na palavra-livre, vereadores desabafam sobre estradas rurais e a carência de maquinários no município

por RAFAELLA publicado 21/02/2019 10h15, última modificação 21/02/2019 10h17
Na palavra-livre, vereadores desabafam sobre estradas rurais e a carência de maquinários no município

Na Ordem do Dia, sete projetos foram apreciados e aprovados

   Na sessão ordinária do dia 19 de fevereiro, quatro novos projetos de lei do Executivo, quatro indicações e um requerimento do Legislativo foram lidos no Expediente. Na Ordem do dia, sete projetos foram bastante discutidos entre os parlamentares e aprovados em primeira e segunda votação. Na palavra-livre os vereadores discorreram sobre estradas rurais e a carência de maquinários no município.

   Na Ordem do Dia, foram apreciados e aprovados em segunda votação, os projetos de lei nº 001/2019, que autoriza o Executivo a contratar concessão de direito real de uso de bem municipal com a empresa “Atena Engenharia Industrial Ltda”, a qual atua no ramo de processamento de resíduos sólidos; nº 002/2019, autoriza o Executivo a firmar Termo de Cessão de Uso com o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região da Amcespar – CIS Amcespar, objetivando a cessão de uso de uma cadeira odontológica completa, com características descritas no mencionado Projeto de Lei; nº 003/2019, autoriza o Executivo a celebrar acordo judicial parcial nos Autos nº 0003561-32.2014.8.16.0095, que tramita na 1ª Vara Cível da Comarca de Irati; nº 004/2019, autoriza o Executivo a abrir crédito adicional suplementar e especial na importância de até R$30.931.500,00 com o objetivo de dar continuidade na execução dos contratos e convênios de diversas secretarias e o nº 005/2019, que autoriza o Executivo a abrir crédito adicional especial na importância de até R$4.363.900,00 com o objetivo de dar continuidade aos projetos da Secretaria de Assistência Social.

    Já em primeira votação foram aprovados os projetos de lei nº 006/2019, que altera o anexo III - Mapa de Uso e Ocupação do Solo Urbano da Lei n° 4231/2016 - Uso e Ocupação do Solo Urbano do Município de Irati, com o objetivo de melhorar as condições técnicas a partir da adequação do anexo e o nº 007/2019, que autoriza o Executivo a contribuir mensalmente com a CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS MUNCÍPIOS – CNM, entidade nacional de representação dos municípios do Paraná, visando assegurar a representação institucional do Município de Irati, através da Confederação, nas diversas esferas administrativas da União, junto ao Governo Federal e aos diversos Ministérios, Congresso Nacional e demais órgãos normativos.

PALAVRA-LIVRE

   Roni Surek citou a importante função do vereador de legislar e fiscalizar. Afirmou também a cobrança sobre apresentação de projetos na casa. “Não sei se faltam ideias, sabedoria, mas tenho estudado e pesquisado muito, inclusive projetos de outras câmaras. Mas vale a lembrar que temos inúmeros projetos maravilhosos no município, engavetados”, lembrou Surek citando alguns deles: “Adequação de Calçadas; Retirada dos Veículos das calçadas; Vivendo nos Bairros; Abandono de Animais; Horários de Banco com tempo para atendimento; Consumo de Bebidas Alcoólicas nos arredores dos Postos de Combustíveis; entre outros. De nada vale trazer projetos bons para esta casa e os mesmos não serem colocados em prática”, alertou. Surek disse ainda que estava de preto em forma de luto pelo caos que se encontram as estradas do interior de Irati. “São inúmeras reclamações de todos os lados.  Vários vereadores já se manifestaram pedindo solução. Nós não estamos sendo ouvidos, mas temos feito o nosso dever de casa. Estamos cobrando, gostaria que um representante do Executivo viesse aqui esclarecer o que está acontecendo”, pediu o vereador afirmando que “se sairmos candidatos na próxima eleição vamos passar vergonha de pedir votos, poucos voltarão”, desabafou.

    Aproveitando trechos do discurso do vereador Roni, Marcelo Rodrigues desabafou em relação a estrutura do município referente as máquinas, que são insuficientes para atender a demanda, enfatizando também a estrutura humana, “precisamos que o prefeito envie um projeto para esta casa para que seja instituído diárias para os funcionários que se deslocam até o interior, seja da área rural ou da saúde”. O vereador reforçou a necessidade de adquirir mais maquinários para atender Irati na sua totalidade. Relembrou ainda as aquisições em gestões anteriores, citando o ex-prefeito Sergio Stoklos que foi quem mais adquiriu máquinas. Rodrigues fez um desafio a todos: “Fiquei 55 dias na secretaria de viação e serviços rurais, destes 18 choveram. Foi um período de muito aprendizado. Faço um convite a todos para que solicitemos à prefeitura uma van para os 10 vereadores e a imprensa para que possamos percorrer Irati e acompanhar de perto um dia de trabalho dos funcionários no interior. Precisamos entender a real situação do município, que com as poucas máquinas que têm não consegue prestar atendimento às 52 comunidades”, lamentou.

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI