Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereadores e membros da Associação de Moradores da Colina Nossa Senhora das Graças discutem situação da empresa Dallegrave

Vereadores e membros da Associação de Moradores da Colina Nossa Senhora das Graças discutem situação da empresa Dallegrave

por rafamaier — publicado 21/03/2017 16h50, última modificação 05/10/2018 15h48
Vereadores e membros da Associação de Moradores da Colina Nossa Senhora das Graças discutem situação da empresa Dallegrave

Membros da Associação e Vereadores durante a reunião

   Nesta segunda-feira (20), o Presidente Hélio de Mello, o vice-presidente Roni Surek e os vereadores Alberto Schereda, Edson Luís Elias, Marcelo Rodrigues, José Bodnar e Valdenei Cabral da Silva receberam nas dependências da Câmara representantes da Associação de Moradores da Colina Nossa Senhora das Graças.

    Em nome da comunidade, os membros da Associação solicitaram apoio do Legislativo no que diz respeito a reabertura da Indústria e Comércio Dallegrave S/A Madeiras e Papel, situada na Rua Ladislau Grechinski. Conforme os moradores, a referida indústria vinha atuando de forma irregular, infringindo as leis ambientais e de uso e ocupação de solo, sendo alvo, inclusive, de Inquérito Civil autuado sob nº 67130003758, tendo sua licença ambiental indeferida em 2014 por operar sem a mesma, e estar situada em área de preservação permanente, em quadro urbano com média densidade demográfica, próximo as residências.

    Ainda segundo a Associação de Moradores da Colina, a mencionada indústria possui diversos entraves tributários e trabalhistas, e há mais de duas décadas vem fazendo promessas à comunidade de que irá regularizar o local e conter a poluição em todos os quesitos necessários, porém, nunca cumpridas. Os moradores próximos sofrem com mau cheiro, poluição do ar e sonora e fuligem. Já existe um abaixo-assinado com mais de 300 assinaturas para que tais problemas sejam fiscalizados e solucionados. Conforme a Comissão formada pela Associação, a comunidade não é contra a reabertura da indústria, desde que esta cumpra com todos os requisitos exigidos legalmente, conforme dispõe a legislação ambiental, municipal e fiscal.

     Comovidos com a situação e o clamor popular, os vereadores comprometeram-se com a causa, os quais encaminharão ofício ao IAP e as Secretarias Municipais de Ecologia e Meio Amente, Arquitetura, Engenharia e Urbanismo e Desenvolvimento Econômico, solicitando maiores informações em relação a situação e regularização da empresa. O Legislativo vai aguardar os respectivos posicionamentos para que junto da população possa tomar as medidas cabíveis.

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

 

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI