Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereadores manifestam apoio aos professores da Educação Infantil

Vereadores manifestam apoio aos professores da Educação Infantil

por irt — publicado 25/10/2016 14h59, última modificação 05/10/2018 15h47
Vereadores manifestam apoio aos professores da Educação Infantil

Sobre o grande volume de projetos encaminhados pelo executivo, vereadores afirmaram que vão analisá-los com muita cautela

    Na Sessão Ordinária do dia 24 de outubro, 11 novos Projetos de Lei do Executivo e um substitutivo do Legislativo, além de um requerimento, foram lidos no Expediente. Na Ordem do Dia, um PL do executivo foi apreciado e aprovado.  

    Os vereadores Emiliano Gomes e Mário Cordeiro apresentaram requerimento solicitando providências por parte do Executivo para atendimento à reivindicação apresentada, referente ao processo de enquadramento dos professores da educação infantil no Plano de Carreira dos professores da Educação Básica, conforme solicitação em anexo, promovendo assim a devida valorização dos profissionais da educação Municipal Pública.

   Sobre o requerimento, Mário Cordeiro contou que os professores estiveram reunidos com a secretaria municipal de educação para expor as necessidades e discutir o plano de cargos e salários da educação básica. “Os educadores apresentaram a proposta para o prefeito, o qual até agora não se posicionou”, desabafou Cordeiro destacando a importância destes profissionais, que são muitas vezes, “os segundos pais das crianças, as quais aprendem até mesmo a falar junto com eles”.    

    O vereador Hélio de Mello associou-se ao requerimento, abraçando a luta junto com os professores. “Não estendendo porque o professor da educação infantil não é considerado professor. Lembro-me muito bem do antigo FUNDEF depois FUNDEB, no mandato do prefeito Rodrigo Hilgemberg, que o recurso que vinha para a educação era aplicado e sempre sobrava um valor, e como não sabiam o que fazer com o restante, repartiam entre os professores, mas os educadores da educação infantil não tinham direito. Fica a pergunta, porque eles não são considerados professores? Que é o caso também dos professores de educação física”, lamentou Mello afirmando que os educadores da educação infantil devem sim serem enquadrados no plano de cargos e salários de forma igualitária. “Espero que sejam reconhecidos como professores, e não como babás e que sejam valorizados pelas suas graduações e dedicação”.

   Emiliano Gomes agradeceu as discussões e sugestões dos colegas durante a última semana acerca do projeto de lei sua autoria nº 023/2016, que proíbe o fumo dentro de veículos automotores que estiverem transportando crianças, no âmbito do município de Irati. “Todos sabemos a necessidade de prevenção em relação as pessoas que inalam a fumaça do cigarro por tabela, principalmente as crianças. Na justificativa do projeto, as estatísticas mostram essa realidade”. Sobre o grande volume de projetos do executivo, que chegou na Casa, Gomes disse que todos eles serão analisados com muita cautela, “letra por letra.”

   Da mesma forma, o vereador Antônio Celso de Souza afirmou que todos os projetos serão discutidos e colocados para que as comissões exarem seus pareceres. Souza também desmentiu rumores do período eleitoral. “A função do vereador vai muito além de propor leis e fiscalizar. Nós estamos sempre buscando recursos para todas as áreas. Durante o pleito eleitoral fui crucificado dentro do bairro Vila São João, como responsável por ter acabado com o campo do Sanhaço. Tudo mentira, estou toda semana pedindo para que o executivo devolva o campo para o bairro, visto que a prometida empresa não veio”, desabafou pedindo encarecidamente ao prefeito que devolva o espaço para a comunidade. “A Vila São João merece a empresa, mas merece também áreas de lazer, esporte, emprego, saúde e educação”.

   O Presidente Vilson Menon reconheceu a luta dos professores, que merecem respeito e reconhecimento, mas lembrou os entraves burocráticos. “Este é um projeto que precisa vir do executivo para o legislativo. A Câmara não tem a incumbência de fazer esta reavaliação do plano de cargos e salários. “Mas estamos juntos com os professores nesta luta”.

ORDEM DO DIA

   Na Ordem do Dia, em primeira votação foi aprovado por unanimidade de votos o Substitutivo ao projeto de lei nº 118/2016 que autoriza o Poder Executivo Municipal a abrir crédito adicional especial na importância de até R$ 5.000,00.

  Sem palavra-livre, o Presidente encerrou a Sessão e convocou os vereadores para a próxima sessão ordinária que será realizada o dia 31 de outubro no horário regimental.

 

 

Acompanhe a Sessão Ordinária completa, com os discursos dos parlamentares na íntegra no site www.irati.pr.leg.br através do ícone “Sessões Gravadas”.

 

 (Assessoria Câmara Municipal de Irati)

NAVEGUE AQUI